ti-enxame.com

Como você decide no que trabalhar em seu próprio tempo?

Estou com coceira e precisa ser coçada. Não tenho nada para programar atualmente. Normalmente, eu apenas escolheria minha tecnologia do mês e mexeria nela, mas quero fazer algo e fazer uma pausa na pesquisa/experimentação séria por um tempo e apenas escrever algo por diversão (ou seja, não necessariamente puramente educacional/profissional desenvolvimento).

O problema é,

  • Não consigo pensar em nenhum software de que preciso e que ainda não tenha.
  • Peneirar os projetos de código aberto em vários sites para ajudar é excruciante (5 horas descendo os tubos até agora - não vale a pena)

Não estou procurando uma sugestão específica sobre o que trabalhar porque seria uma tarefa terrivelmente difícil. Não acho que aqui se conheça o suficiente sobre o outro para dar boas sugestões com eficácia.

Então eu pergunto, há algum exercício mental que você usa para decidir o que fazer quando não está "mexendo"?

12
Steven Evers

Como você não parece interessado em ajudar projetos de código aberto, comece seu próprio projeto (código aberto ou não), mas tente ajudar uma comunidade por aí na internet. Encontre primeiro um com o qual você realmente goste de passar o tempo e crie algo para eles: um site ou uma ferramenta ou algo assim.

Quero dizer, você é um programador, use suas habilidades no mundo real (fora do seu trabalho). Isso o ajudará a aprender novas tecnologias, porque você desejará fazer certas coisas que podem estar fora do seu conhecimento de programação. Você será como seu próprio analista e o cliente é a comunidade.

7
Belun

Quando fico sem aplicativos ou utilitários que quero escrever, geralmente vou resolver problemas de matemática em Projeto Euler (também uso esses problemas quando estou aprendendo um novo idioma).

Resolver problemas baseados em matemática de forma programática pode não ser o uso mais completo para habilidades de programação, mas eu me diverti muito e aprendi algumas coisas também (ymmv).

11
Alan

Quais são seus hobbies, fora da programação? Faça algo para um deles. Dessa forma, você terá algum interesse real no projeto, e pode acabar sendo útil para outras pessoas.

7
GrandmasterB

Faça um jogo.

Dessa forma, você pode aumentar suas habilidades em quase todas as áreas que desejar. Você precisará tocar em muitas das coisas mencionadas abaixo, mas pode ter um foco extra nas partes que mais lhe interessam.

  • Você quer programar AI? Continue!
  • Programação gráfica? Verifica!
  • Física? Verifica!
  • Gerenciamento de recursos? Verifica
  • Programação de rede? Se você quiser.
  • Programação de interface do usuário!
  • Programação de jogabilidade
  • Misturando sons
  • Criação de gráficos

A lista continua e continua!

7
Nailer

Pessoalmente, tenho um projeto genealógico em espera e estou me concentrando em um jogo (simples) para minha filha. Não é um projeto totalmente artificial, minha filha quer o jogo, embora possa ser facilmente jogado no papel, e me permitirá aprender um pouco sobre o WCF. Como muitas outras pessoas, aprendo mais fazendo do que simplesmente lendo sobre exemplos genéricos.

Se você não tem uma necessidade ou inspiração específica, simplesmente escolha um aplicativo ou ferramenta existente que use uma tecnologia ou recurso no qual você esteja interessado e crie o seu próprio do zero. Especificamente, tente construir um melhor do zero.

Na minha lista de um dia, pode-se contornar, está uma ferramenta de sincronização como SyncToy e um substituto para SwitchOff.

Melhor ainda, no Reino Unido há uma chamada de programa IT4communities que tenta combinar instituições de caridade carentes com ajuda técnica de voluntários - muitos dos quais são projetos de programação - por que não ganhar um bom carma no processo. Alguns países têm esquemas semelhantes em execução, talvez sob o rótulo de Circuit Riders.

2
cjmUK

Eu tendo a tentar recriar coisas que acho interessantes - por exemplo, recentemente decidi fazer minha própria versão de lista Ta-Da , apenas para ver como isso poderia ser feito.

1
whostolemyhat

Eu procuro tarefas em minha vida que poderiam ser automatizadas, ou mais facilmente facilitadas, e então tento encontrar uma solução programática. Isso geralmente resulta em um bom acúmulo de projetos, e eu escolho aquele que mais se aproxima das habilidades que desejo desenvolver.

Algumas perguntas que faço continuamente são:

  • Com que tipo de dados estou trabalhando? Algum dia vou querer analisá-lo (graficamente ou de outra forma) no futuro? Ele tem alguma relação com outros dados com os quais estou trabalhando?
  • Que tarefas repetitivas estou executando? Estou trabalhando com algo que tem uma interface programável?

Assim que tenho uma ideia, tento capturá-la em um mapa mental e armazená-la em algum lugar para que possa voltar a ela. Se for muito atraente, tento trabalhar os requisitos básicos e decido se tem prioridade sobre o que estou trabalhando no momento.

Também tento manter o controle sobre minha esposa e quais tarefas ela realiza regularmente. Se houver algo que ela faça que possa ser aplicado, vejo se ela está interessada. Se ela for, eu trabalho alguns requisitos básicos com ela, faço meu próprio ciclo de desenvolvimento e examino alguns protótipos com ela. Isso geralmente ajuda a inspirar uma série de ideias para extensões ou outros projetos.

1
bedwyr
0
grokus